Braga promove Caminho Português de Santiago
Terça-feira , Junho 2 2020 Periodicidade Diária nº 2470
Principal / Desporto / Braga promove Caminho Português de Santiago

Braga promove Caminho Português de Santiago

captura-de-ecra%cc%83-2016-12-28-as-14-13-44

Realizou-se na Casa da Luz, em Pontevedra, a apresentação da exposição itinerante “Caminhos: o Caminho, a Arte e o vinho no Caminho Português!”. Esta exposição estará patente em Braga nos meses de maio e junho de 2017, no âmbito do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido na valorização e promoção do Caminho Português de Santiago, ao qual Braga tem ligações ancestrais.

António Barroso, do Gabinete e Apoio à Presidência da Câmara Municipal de Braga, marcou presença na inauguração da exposição dinamizada por Celestino Lores, presidente da Fundação do Caminho Português a Santiago e conta com o apoio da Associação Espaço Jacobeus, associação nacional de peregrinos. A iniciativa contou também com a presença do Alcaide de Pontevedra, Miguel Anxo Fernández Lores, e demais autarcas e representantes dos outros Municípios portugueses e galegos envolvidos nesta iniciativa.

“Esta é uma importante ação de divulgação do Caminho Português a Santiago, não só pela cooperação que estimula entre estes Municípios portugueses e galegos, mas também pela forma diversa e distinta como se conjuga este caminho ancestral que é religioso, mas também um itinerário cultural e turístico que importa valorizar e promover com a arte e o vinho”, referiu António Barroso, salientando que “o código Calixtino, assim como outros relatos escritos que são preponderantes para as evidências históricas da passagem de peregrinos pelos nossos territórios, apresentam várias referências ao convívio e à degustação do vinho, um produto endógeno e com muita importância na economia local”.

Esta mostra estará patente durante 2017 em oito Municípios galegos e portugueses e incluiu uma exposição de fotografia, outra de pintura e ainda de oito adegas, sendo uma de Braga – Peixoto Rodrigues.
“Existe uma estreita relação entre as peregrinações e o vinho, uma bebida que é oferecida como sinal de hospitalidade aos caminhantes e que deve ser consumida com moderação. Aliar o vinho com a arte, através da pintura e da fotografia, é um casamento feliz neste Caminho que nos une e será mais um momento de afirmação de Braga nas rotas Jacobeias”, enfatizou António Barroso.

Acerca Braga TV