Braga distinguida como 'Autarquia + Familiarmente Responsável'
Segunda-feira , Julho 13 2020 Periodicidade Diária nº 2511
Principal / Notícias / Braga distinguida como ‘Autarquia + Familiarmente Responsável’

Braga distinguida como ‘Autarquia + Familiarmente Responsável’

Pelo quarto ano consecutivo, Braga recebeu a distinção de ‘Autarquia + Familiarmente Responsável’ título atribuído pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR), tendo recebido ontem, 29 de novembro a ‘Bandeira Verde’, símbolo desta distinção, no Auditório da Fundação CEFA – Fundação para os Estudos e Formação Autárquica, em Coimbra.

Por se tratar do quarto ano consecutivo, o Município Bracarense recebeu, ainda, a distinção de ‘Palma’, demonstrando a aposta efetiva em políticas municipais mais amigas das famílias bracarenses que “contribuem, decisivamente, para o aumento da qualidade de vida dos cidadãos”.

“Esta distinção é o reconhecimento do trabalho efetuado em prol dos bracarenses. Ao longo dos últimos anos temos desenvolvido várias ações na área social, o que se reflete na implementação de medidas que beneficiam as famílias, nomeadamente as mais carenciadas, e esta distinção é mais um reconhecimento natural do trabalho efetuado”, referiu Firmino Marques, vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a cerimónia de entrega da ‘Bandeira Verde’.

Várias foram as medidas e as políticas sociais e “familiarmente responsáveis” implementadas pelo atual Executivo Municipal e que em muito contribuíram para atribuição deste galardão, entre elas destaque para a implementação da redução dos tarifários de água e saneamento, que tem em consideração o número de pessoas por agregado familiar, não penalizando as famílias mais numerosas; a política generalizada de oferta de manuais escolares; o reforço dos apoios conferidos aos alunos de escalão A e B; o reforço no apoio ao transporte escolar; o reforço do apoio nas refeições escolares; comparticipação da taxa de IRS para as famílias; a redução do IMI; o projeto Pimpolho de prevenção da ambliopia aos alunos do pré-escolar, o programa de apoio à vacinação; o programa Braga a Sorrir de saúde oral para os mais carenciados; os Cartões Sénior e Famílias Numerosas e o projeto ‘Avóspedagem’.

“As medidas falam por si e são sentidas diariamente por todos os bracarenses que beneficiam de uma melhoria evidente na sua qualidade de vida. Vamos continuar neste caminho, isto é, a efetuar todos os esforços para que Braga seja cada vez mais uma cidade amiga das famílias e onde os mais jovens se podem fixar e constituir a sua vida”, garantiu Firmino Marques.

O Observatório avalia a forma como cada um dos municípios trata um total de 12 áreas como o apoio à maternidade e paternidade, o apoio às famílias com necessidades especiais, a educação, a habitação, os transportes, a saúde ou a cultura e o desporto. A nível nacional, o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis distinguiu 61 municípios com a Bandeira Verde por terem práticas amigas das famílias.

A Bandeira Verde tem como principal objetivo dar visibilidade às autarquias com boas práticas e incentivar as restantes a fazerem mais e melhor no âmbito das políticas de apoio à família. A iniciativa favorece o diagnóstico interno e promove a cooperação entre as autarquias, ajudando efetivamente à criação de uma cultura favorável à família e à conciliação Família/Trabalho.