SC Braga une-se à campanha “Outubro Rosa”
Quinta-feira , Novembro 14 2019 Periodicidade Diária nº 2269
Principal / Desporto / SC Braga une-se à campanha “Outubro Rosa”

SC Braga une-se à campanha “Outubro Rosa”

O SC Braga vai mudar de patrocinador esta quinta-feira, no jogo da Liga Europa contra o Besiktas, em apoio à Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), no âmbito da campanha “Outubro Rosa”.

António Salvador, presidente do SC Braga, enquadrou a campanha conjunta e enalteceu a recetividade da Liga Portuguesa Contra o Cancro. “A partir do momento em que os regulamentos da UEFA reconhecem as leis de cada país, e que no caso turco impedem a publicidade a casas de apostas, entendemos que era nosso dever dar visibilidade a uma iniciativa de alcance social e, considerando que estamos no mês da prevenção do cancro da mama, oferecemos a frente da nossa camisola para esta que entendemos ser uma excelente iniciativa e que a todos deve mobilizar”, referiu o presidente do clube minhoto.

Aproveitando o impacto mediático da deslocação à Turquia e do jogo contra o Besiktas JK, a contar para a fase de grupos da Liga Europa, o SC Braga cedeu a frente da sua camisola de jogo à LPCC, assim conferindo exposição e visibilidade a esta causa.

O presidente do SC Braga salientou ainda o trabalho que o clube vem desenvolvendo ao longo dos anos junto da comunidade. “Pela expressão social que temos, pelo mediatismo que o SC Braga merece e pela importância que tem junto das pessoas, entendemos que não podemos desperdiçar a nossa voz e que é nossa obrigação fazer com que ela se ouça para que a nossa comunidade seja cada vez mais justa, mais digna e mais consciente das causas que enfrenta. O SC Braga Solidário só existe porque as pessoas, e os nossos sócios e adeptos em particular, têm abraçado as nossas iniciativas”, acrescentou.

Por seu turno, Vitor Rodrigues, presidente da LPCC, agradece a iniciativa do SC Braga e reconhece que “a força e o mediatismo do clube bracarense acrescentam muito a esta campanha e dão-lhe um alcance e uma força insubstituível”. “O gesto é tão mais importante quanto estamos a falar de uma doença que todos os anos atinge seis mil pessoas em Portugal e que, a nível mundial, atinge uma mulher a cada 15 segundos, segundo a Agência Internacional para a Pesquisa sobre o Cancro”, continua Vitor Rodrigues.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o cancro da mama é o mais comum nas mulheres em todo o mundo e está a aumentar, sobretudo nos países desenvolvidos onde a maioria dos casos são diagnosticados já em estado avançado.

Acerca Braga TV