Município vai desenvolver projeto de requalificação para candidatura a fundos europeus do Bairro Social do Picoto
Terça-feira , Agosto 20 2019 Periodicidade Diária nº 2183
Principal / Notícias / Município vai desenvolver projeto de requalificação para candidatura a fundos europeus do Bairro Social do Picoto

Município vai desenvolver projeto de requalificação para candidatura a fundos europeus do Bairro Social do Picoto

Ricardo Rio visitou esta quarta-feira o Bairro Social do Picoto, respondendo ao convite lançado pela Associação de Moradores. Acompanhado por vários membros do Executivo Municipal, o autarca ficou a conhecer as aspirações dos residentes e as condições atuais de habitabilidade do bairro.

Resolvida a questão da propriedade do terreno, com a sua aquisição à Arquidiocese de Braga, Ricardo Rio explicou que esta visita serviu fundamentalmente para avaliar a situação de forma a encontrar soluções concretas e adequadas. “Esta é uma situação inaceitável do ponto de vista da dignidade destas famílias e das condições em que habitam. A intervenção que aqui será feita terá que abranger as casas, mas também todo o espaço público que terá de ser totalmente qualificado e muito melhorado”, começou por explicar Ricardo Rio, sublinhando que na altura de construção do bairro “não houve o mínimo de cuidado com a dignidade das condições de habitação dos moradores”.

Durante a visita às habitações e a toda a zona envolvente, o autarca conversou com os moradores e ficou a conhecer os problemas que afetam as famílias que lá habitam. “Temos consciência que esta situação que não pode continuar durante muito tempo. É preciso avaliar todas as questões e perceber qual a melhor solução para o Picoto”, referiu Ricardo Rio, explicando que existe a possibilidade de candidaturas a fundos comunitários com vista à elaboração de um projeto de requalificação.

Em relação às habitações, o autarca adiantou que “sempre estiveram dois cenários em cima da mesa”: um de promover o realojamento dos moradores e outro de dotar o próprio bairro de condições condignas. “Infelizmente, face ao número de famílias que aqui habitam e à falta de disponibilidade de imóveis na cidade de Braga, não é possível promover uma estratégia alargada de realojamento. Por isso, não podemos deixar continuar esta situação e iremos trabalhar em conjunto com os técnicos municipais, com a Bragahabit e com os moradores para encontrar uma solução que seja viável”, concluiu Ricardo Rio.

Recorde-se que o Bairro Social do Picoto foi construído na década de 90 sendo composto por 50 habitações. Atualmente, a Câmara Municipal de Braga está a finalizar o processo de aquisição dos terrenos à Arquidiocese de Braga, uma condição necessária para a apresentação de uma candidatura a fundos comunitários, tendo em vista a requalificação de todo o espaço.

Acerca Braga TV