Melhores alunos das secundárias trabalham com cientistas da Universidade do Minho
Terça-feira , Abril 7 2020 Periodicidade Diária nº 2414
Principal / Educação / Melhores alunos das secundárias trabalham com cientistas da Universidade do Minho

Melhores alunos das secundárias trabalham com cientistas da Universidade do Minho

Captura de ecrã 2017-04-03, às 17.34.51

Os melhores alunos de 55 escolas secundárias dos distritos de Braga, Vila Real e Viana do Castelo estão esta semana na Universidade do Minho para uma formação especial, que inclui aulas específicas e a integração em equipas internacionais de investigação. Os 200 estudantes do 11º e 12º anos são acolhidos esta quarta-feira, 5, às 9h30, no anfiteatro A1 do campus de Gualtar (Braga) e no auditório B1.13 do campus de Azurém (Guimarães), respetivamente pelos pró-reitores Carla Martins e Guilherme Pereira.

Os jovens repartem-se depois, segundo as suas áreas de eleição, pelas diferentes Escolas e Institutos da academia. O programa de três dias inclui formações em arquitetura, ciências, direito, medicina, ciências sociais, enfermagem, economia e gestão, educação, engenharia, psicologia, letras e ciências humanas.

Por exemplo, será possível construir uma estrutura que simule o olho humano, desenvolver nanopartículas para aplicar em sistemas biomédicos, auscultar a atividade do cérebro, participar em ensaios de fermentação e pasteurização, aprender primeiros socorros, produzir maquetes com máquinas de desbaste, aprender a suturar e fazer cirurgias simples, simular um julgamento penal, idealizar uma empresa de sucesso, construir e programar robôs, isolar pigmentos e essências para fabricar perfumes, além de ensaiar a obra “The armed man”, de Karl Jenkis.

O programa encerra na sexta-feira, dia 7, às 17h00, no anfiteatro A1 de Gualtar, com a intervenção do reitor António M. Cunha, a entrega de diplomas aos participantes e um lanche. Prevê-se ainda a presença dos presidentes das 11 Escolas e Institutos da UMinho, de responsáveis das instituições de ensino secundário e dos pais dos alunos. A Reitoria considera que esta iniciativa contribui para aproximar a academia dos mais jovens, incentivando-os a fazer formação superior de qualidade e investigação de ponta, para além de sensibilizar a comunidade em geral para o conhecimento produzido nesta Universidade.

Acerca Braga TV