Mais de 1500 visitantes passaram pelo Festival Vegan de Braga
Terça-feira , Abril 7 2020 Periodicidade Diária nº 2414
Principal / Notícias / Mais de 1500 visitantes passaram pelo Festival Vegan de Braga

Mais de 1500 visitantes passaram pelo Festival Vegan de Braga

A primeira edição do Festival Vegan de Braga decorreu este fim de semana no Espaço Toca, onde passaram mais de 1500 pessoas. A organização, constituída pelo Braga para Todos, Braga Animal Save e Abandoned Pets, fazem um balanço positivo e garantem que haverá nova edição. O valor angariado pelas refeições será revertido para a causa animal.

De acordo com a organização, os visitantes dividiram-se pelas várias opções que o festival ofereceu, seja pelos vários expositores presentes, como pelas palestras, workshop, documentário, almoços e jantar que o evento proporcionou. “O festival ficou marcado por uma grande afluência dos bracarenses e de várias pessoas oriundas também de outras cidades, como Porto, Lisboa, Guimarães, Viseu e Galiza, que aproveitaram para vir a um festival novo, o primeiro na cidade do género, onde tivemos um ótimo feedback”, explica Elda Fernandes do Braga para Todos.

“Não somos uma empresa, aliás, nem temos fins lucrativos, por isso tudo foi feito com muito trabalho e empenho dos ativista. É lógico que sem a logística que estes eventos têm em outras cidades, no entanto, não ficámos atrás, porque a mensagem estava lá e todos os presentes perceberam que o veganismo é fácil. A comida é deliciosa e há diversas opções que podem mudar a forma de pensar o mundo e deixar os produtos animais. O nosso planeta não aguenta mais o consumo de animais por parte dos humanos face à destruição que a indústria agropecuária faz nos espaços verdes, os poucos que existem ainda. O  veganismo não é uma tendência, mas sim um modo de vida. Braga está a acompanhar a evolução da sociedade que se sente já a nível mundial e nacional, e este festival representa isso mesmo. Este ano ainda vamos fazer novamente o S. João Vegan e claro que este festival será para repetir”, conclui Elda Fernandes.

Acerca Braga TV