Juventude Popular de Braga recolhe bens para a campanha nacional “CRIAR Sorrisos”
Quinta-feira , Junho 27 2019 Periodicidade Diária nº 2129
Principal / Notícias / Juventude Popular de Braga recolhe bens para a campanha nacional “CRIAR Sorrisos”

Juventude Popular de Braga recolhe bens para a campanha nacional “CRIAR Sorrisos”

Jovens, dirigentes, militantes da JP e do CDS-PP e demais anónimos bracarenses reuniram-se, no dia 29 de dezembro, na Sede do CDS de Braga para a doação de bens de primeira necessidade, inserida na campanha nacional da Juventude Popular, “CRIAR Sorrisos”.

“Tendo em conta as necessidades do Centro de Recuperação e Integração de Abrantes, foi promovida a recolha de bens de primeira necessidade, jogos e brinquedos, de forma a poder presentear os utentes da instituição numa época particularmente especial”, esclarece Renata Faria, autarca de Figueiredo e dirigente nacional da Juventude Popular, que coordena esta campanha nacional. Esta instituição apoia crianças, jovens e adultos com risco de – ou com – alterações do desenvolvimento, através das suas diversas respostas sociais (Intervenção Precoce, Centro de Recursos para a Inclusão, Centro de Atividades Ocupacionais, Lar Residencial, Educacional e Centro de Reabilitação Profissional).

De acordo com Renata Faria, a estrutura centrista distingue-se como “uma Juventude atenta às necessidades sociais”. “Abraçamos esta causa e decidimos que está nas nossas mãos cooperar ativamente para a mesma. Lembremos as palavras do Papa Francisco, que dizia ‘como seria belo se cada um de vós pudesse, ao fim do dia, dizer: hoje realizei um gesto de amor pelos outros!'”, citou.

A coordenadora apelou, ainda, à participação e sensibilização para a campanha em vigor até 6 de janeiro, e que decorre de norte a sul do país. “É gratificante ver até ao momento aquela que tem sido a solidariedade da nossa sociedade, mas ainda há muito a fazer. O nosso objetivo, muito mais do que ver o êxito da CRIAR Sorrisos, é poder ver no final os sorrisos e o brilho no olhar dos utentes da IPSS apoiada”, concluiu.

Acerca Braga TV