José Manuel Mendes é homenageado amanhã na Universidade do Minho
Quarta-feira , Outubro 16 2019 Periodicidade Diária nº 2240
Principal / Educação / José Manuel Mendes é homenageado amanhã na Universidade do Minho

José Manuel Mendes é homenageado amanhã na Universidade do Minho

A Universidade do Minho, a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva (BLCS) e o Município de Braga realizam esta sexta-feira um tributo público a José Manuel Mendes, uma referência no meio cultural e académico em Portugal. A sessão ocorre às 21h00, no salão nobre do Largo do Paço, em Braga, com momentos de poesia e música, testemunhos, discursos de figuras locais e nacionais e algumas surpresas para o homenageado. O Coro Académico da UMinho vai fechar a noite com o “Hino da Universidade”, que foi escrito pelo próprio evocado. A entrada é livre.

José Manuel Mendes é presidente da Associação Portuguesa de Escritores desde 1992, membro da direção da BLCS desde 2004 e membro do Conselho de Curadores e do Conselho Cultural da UMinho, instituição onde lecionou durante duas décadas. Nasceu há 71 anos em Luanda, Angola, e veio para Braga aos 11 anos. Licenciou-se em Direito em Coimbra, viveu intensamente as lutas de Coimbra’69 e Abril’74, foi docente do ensino secundário e deputado. Mais tarde, presidiu o Conselho de Opinião da RDP e fez parte da Alta Autoridade para a Comunicação Social e da Comissão Nacional da UNESCO. Foi condecorado como grande oficial das Ordens do Mérito e do Infante D. Henrique, com a Medalha de Mérito Cultural, com a medalha municipal de Braga e de Famalicão e Commandeur du Ouissam Aloui pelo rei de Marrocos.

Publicou cerca de trinta livros (poesia, ficção, crónica, ensaio, crítica, memorialística), o primeiro deles aos 15 anos. Alguns estão traduzidos em diversos países, selecionados para antologias e premiados, como “Presságios do Sul”. Fez ainda letras para discos, lançou o CD “Últimos Barcos” (1998), proferiu recitais em vários países, dirigiu a revista “O Escritor” e programou as feiras do livro de Braga. Por outro lado, colaborou em inúmeros jornais, revistas, colóquios, crónicas de rádio/TV e em júris de festivais de cinema e literatura, como nos prémios literários Camões, Rainha Sofia e Calouste Gulbenkian. Destaca-se ainda pela sua cidadania ativa, atenta a abrigar múltiplas vozes e a defender valores humanistas, democráticos e culturais.

Acerca Braga TV