Instituto Confúcio da UMinho abre inscrições para exames de língua chinesa
Segunda-feira , Outubro 21 2019 Periodicidade Diária nº 2245
Principal / Educação / Instituto Confúcio da UMinho abre inscrições para exames de língua chinesa

Instituto Confúcio da UMinho abre inscrições para exames de língua chinesa

O Instituto Confúcio da Universidade do Minho (ICUM) promove a 23 de fevereiro e a 11 de maio, no campus de Gualtar, em Braga, exames oficiais de Língua Chinesa (HSK) e de oralidade de Língua Chinesa (HSKK). As duas datas para o exame permitem mais oportunidades aos interessados, que devem inscrever-se até 23 de janeiro e 9 de abril, em www.chinesetest.cn.

Estas provas de habilitação da Língua Chinesa são as únicas reconhecidas internacionalmente pelas autoridades oficiais chinesas. O ICUM foi a primeira instituição em Portugal a promover o HSK (Hanyu Shuiping Kaoshi) e faz exames até ao nível VI (equivale ao nível B2/C1 do Quadro Europeu de Avaliação de Línguas). Realiza também exames nos três níveis do HSKK (Hanyu Shuiping Kouyu Kaoshi). Os estudantes de cursos livres do ICUM, do Departamento de Estudos Asiáticos da UMinho ou do projeto Ensino de Chinês nas Escolas, tal como nos anos anteriores, são desafiados a inscrever-se e a mostrar o nível elevado atingido na aprendizagem do Chinês.

Estes exames são organizados centralmente pelo Hanban – Gabinete Nacional de Divulgação da Língua Chinesa no Mundo, tutelado pelo Ministério da Educação da República Popular da China, dirigem-se a alunos que aprendem Chinês como língua estrangeira e adotam critérios uniformes, sendo os diplomas válidos para todo o mundo.

Chinês Empresarial

Entretanto, o ICUM realiza a 23 de fevereiro e 15 de junho, no campus de Gualtar, exames oficiais de Língua Chinesa Empresarial (BCT, Business Chinese Test), nos níveis A e B. As inscrições estão abertas respetivamente até 23 de janeiro e 14 de maio, também em www.chinesetest.cn e tuteladas pelo Hanban. As provas destinam-se a quem aprende o referido idioma como língua estrangeira, testando, assim, a habilidade em usá-lo em contexto empresarial real ou em questões de trabalho diárias.

O diploma obtido proporciona referências para empresas na seleção de candidatos, para escolas e instituições na organização das suas atividades e para alunos que pretendam avaliar-se a si próprios, como na UMinho sucede com os alunos da licenciatura de Línguas e Culturas Orientais e do mestrado em Estudos Interculturais Português/Chinês: Tradução, Formação e Comunicação Empresarial. Há mais detalhes em www.confucio.uminho.pt.

Acerca Braga TV