Inscrições abertas para o Orçamento Participativo de S. Victor
Quinta-feira , Maio 23 2019 Periodicidade Diária nº 2094
Principal / Freguesias / Inscrições abertas para o Orçamento Participativo de S. Victor

Inscrições abertas para o Orçamento Participativo de S. Victor

A Junta de Freguesia de S. Victor e a BSB – Bright Smart Ideas têm a decorrer a IV edição do Orçamento Participativo da Freguesia, num exercício de abertura e diálogo com a população.

O Orçamento Participativo (OP) é um instrumento de democracia participativa que permite aos cidadãos eleitores decidirem sobre uma parte do orçamento da Freguesia de S. Victor, convidando-os a identificar, debater e propor projetos para a freguesia. Para além disso, este instrumento de cidadania pretende dar a todos os cidadãos a possibilidade de, em igualdade de condições, poderem participar na tomada de decisões e na gestão de recursos.

Assim, a Junta de Freguesia de S. Victor desafia os residentes com capacidade eleitoral a apresentarem propostas e ideias, entre os dias 15 de maio e 1 de junho. Após a análise e divulgação da lista final, os projetos poderão ser votados entre 17 de junho e 7 de julho. O anúncio da proposta vencedora será feito no dia 13 de julho, aquando da realização do Festival de Música Polifónica “Noites Brancas da Senhora-a-Branca”.

As propostas poderão ser submetidas através do site http://op.saovictor.pt ou enviadas por e-mail para geral@juntasvictor.pt . A Junta de Freguesia está a trabalhar com a BSB para permitir que a fase da votação possa vir a ser feita nas aplicações digitais, disponibilizando um ecrã touch, que ficará situado na sede da Junta para ajudar os residentes no processo de voto.

O valor do OP/S.Victor é de 2.500 euros que pode ser alocado a um só projeto ou distribuído por vários, desde que estejam inseridos nas áreas de atuação da Junta de Freguesia, nomeadamente de matriz social, cultural, desportiva, entre outras.

“O contributo das pessoas é essencial para nortear os desígnios políticos da freguesia e a participação da população é fundamental num modelo de construção de opções que devem refletir aquilo que é o melhor para a qualidade de vida das pessoas”, diz Ricardo Silva, presidente da Junta, lembrando que “todos os cidadãos são políticos e devem utilizar esse espírito crítico para melhor a freguesia”. Segundo Ricardo Silva, o Orçamento Participativo é mais uma ação de instigar a proximidade aos cidadãos, a par das iniciativas como “Freguesia em Direto”, “Presidência Aberta” e das próprias Assembleias de Freguesia.

Acerca Braga TV