Festival Vaudeville Rendez-Vous conta com seis estreias nacionais
Segunda-feira , Setembro 16 2019 Periodicidade Diária nº 2210
Principal / Cultura / Festival Vaudeville Rendez-Vous conta com seis estreias nacionais

Festival Vaudeville Rendez-Vous conta com seis estreias nacionais

As artes de rua e o circo contemporâneo vão estar em destaque entre os dias 26 e 29 de julho nas cidades de Braga, Famalicão e Guimarães com a 4.ª edição do Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous, apresentada esta quarta-feira, no Museu da Imagem.

Com um intenso programa artístico, desenvolvido pelo Teatro da Didascália, o festival apresentará ao longo de quatro dias consecutivos 21 apresentações dos 10 espetáculos programados, entre os quais, 2 co-produções, 6 estreias nacionais e 1 estreia absoluta.

Para Ricardo Rio, o Vaudeville Rendez-Vous constitui um ‘excelente exemplo’ de cooperação entre os três municípios. “Este festival partilha recursos, alinha programações e corporiza o compromisso com o ecletismo cultural, com a diversidade e com a promoção de outras manifestações artísticas”, referiu o edil, defendendo o alargamento desta parceria a outras áreas da esfera cultural.

Na apresentação do evento, que contou com a presença de representantes das Câmaras de Famalicão e de Guimarães, Ricardo Rio sublinhou a necessidade de “potenciar a itinerância dos espetáculos, aproveitando os equipamentos culturais existentes nas três cidades e promovendo uma programação integrada que possa potenciar o investimento que cada um dos Municípios faz nesta área”.

Com a participação de 70 artistas portugueses e internacionais, o Festival acontece nos espaços públicos de Braga, Guimarães e Famalicão, municípios que co-financiam o projeto. Todas as apresentações têm entrada gratuita.

Bruno Martins, diretor artístico do Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous, considera que o evento “coloca as três cidades no centro do desenvolvimento e pensamento do circo contemporâneo e apresenta-se como o maior e mais influente festival de circo contemporâneo da região Norte do país”.

Esta 4.ª edição apresenta propostas artísticas que apontam para a descoberta de novas formas, reinventando os padrões estéticos que normalmente associamos ao circo, através de espetáculos híbridos que de forma inovadora, subvertem os aparelhos e as técnicas tradicionais.

Algumas destas obras são apresentadas por quatro projectos laureados por uma das mais importantes plataformas internacionais de apoio e acompanhamento a artistas emergentes na área do circo contemporâneo, a CircusNext. O Teatro da Didascália é parceiro associado desta plataforma internacional que tem como co-organizador o Centro Cultural Vila Flor.

No âmbito do trabalho desenvolvido no apoio ao desenvolvimento e internacionalização do circo contemporâneo em Portugal, o festival apresenta pela primeira vez uma co-produção transnacional em parceria com a associação italiana Sarabanda. O espetáculo ‘Sentido’ será desenvolvido em residência no âmbito do Festival, onde fará a sua estreia absoluta, seguindo depois para Torino e Génova, em Itália.

Outro dos pontos altos é a apresentação de ‘Send in the Clowns’, mais uma das co-produções do Festival, com direção artística de Victor Hugo Pontes e interpretação dos alunos do 1º ano do INAC – Instituto Nacional de Artes do Circo.

Formação e ações de sensibilização

Paralelamente às apresentações, o Festival promove uma série de oficinas de formação, com o objetivo de sensibilizar a comunidade envolvente sobre a complexidade destas linguagens. Serão desenvolvidas 3 oficinas, uma para cada um dos 3 pilares essências das artes do circo: malabarismo, equilíbrios e acrobacia aérea.

Ainda no âmbito das acções paralelas, é de salientar a 2.ª edição do Cabaret Showcase, um momento que consideramos fundamental na persecução do trabalho que temos desenvolvido na promoção e difusão dos artistas nacionais, junto de programadores portugueses e internacionais.

Com o objetivo de sensibilizar para as novas práticas de apoio à criação do circo contemporâneo, irá decorrer um debate sobre os diferentes modelos de apoio, desenvolvidos por cinco instituições convidadas desta 4º edição: La Central Del Circ (Barcelona), Biennale Internationale des Arts du Cirque de (Marselha), Crying Out Loud (Londres), Circus Centrum (Gent) e CircusNext (Europa).

Durante os quatro dias do Festival, o público é desafiado a tirar partido do património cultural de Braga, Guimarães e Famalicão, visitando os equipamentos culturais das três cidades. Fundação Cupertino de Miranda, Casa da Memória, Plataforma das Artes e da Criatividade, Museu da Imagem ou Termas Romanas são algumas das sugestões propostas.

Acerca Braga TV