Ex-Moradores do antigo Bairro Araújo Carandá voltam a reunir-se este sábado
Domingo , Setembro 22 2019 Periodicidade Diária nº 2216
Principal / Freguesias / Ex-Moradores do antigo Bairro Araújo Carandá voltam a reunir-se este sábado

Ex-Moradores do antigo Bairro Araújo Carandá voltam a reunir-se este sábado

Os ex-moradores do antigo Bairro Araújo Carandá voltam a reunir-se este sábado, 25 de maio, no IX Convívio desde que dali foram transferidos para o Bairro das Enguardas.

O programa inclui a concentração, às 10:000, junto à Capela de S. João da Ponte e a eucaristia realiza-se às 11:00, por alma daqueles que já faleceram.

O almoço convívio será no restaurante Quinta da Boavista, em Morreira, e conta com a animação do Grupo Musical Água Viva.  Esta iniciativa parte da vontade dos organizadores em estimular o contacto entre os antigos vizinhos e perpetuar a memória do Bairro Araújo Carandá.

Bairro da classe operária

O Bairro Araújo Carandá era um dos mais antigos da cidade de Braga, construído perto do rio Este, em finais do século XIX, destinado, principalmente, à classe operária.

Foi o primeiro bairro social da cidade e foi necessário esperar sessenta anos para que surgisse o segundo: o Bairro Duarte Pacheco, na década de 30 do século passado, nos terrenos do Monte dos Pucarinhos.

A disposição do antigo Bairro do Carandá no terreno tinha a forma de T, com o braço inferior a ligar a rua da Ponte.

No braço paralelo, à rua da Ponte, o complementar do T, entroncava em terrenos particulares e uma estreita passagem dava entrada para o Largo do Senhor dos Aflitos (Rua das Latinhas).

Fruto do modelo de desenvolvimento da cidade, o Bairro acabou por ser destruído e os moradores transferidos, maioritariamente, para o Bairro Social das Enguardas, onde a Capela e o SC Leões das Enguardas (ex-Carandá), continuam a ser o maior legado do passado no Bairro Araújo Carandá.

Acerca Braga TV