Escola Secundária Carlos Amarante assinala Dia Internacional do Voluntariado
Terça-feira , Abril 7 2020 Periodicidade Diária nº 2414
Principal / Freguesias / Escola Secundária Carlos Amarante assinala Dia Internacional do Voluntariado

Escola Secundária Carlos Amarante assinala Dia Internacional do Voluntariado

captura-de-ecra%cc%83-2016-12-06-as-11-40-52

“Descobre o Voluntário que há em Ti” foi o mote que presidiu à realização do Colóquio de Instituições, no âmbito das celebrações do Dia Internacional do Voluntariado, que decorreu na Escola Secundária Carlos Amarante.

Esta sessão, que se realizou esta segunda-feira, contou com a presença de representantes de sete instituições voluntárias que se dedicam a fazer crescer a cidade de Braga, tendo por intuito divulgar o trabalho das instituições e desafiar os jovens alunos a abraçar o voluntariado, como causa nobre em prol das pessoas.

No painel de convidados estiveram presentes Ana Cristina Costa, da Quercus, que abordou o voluntariado para o ambiente; da associação Synergia, Rui Dória, que convidou os alunos a integrarem-se nas dinâmicas de juventude e desporto; Margarida Pereira, coordenadora geral da JovemCoop que deu a conhecer o trabalho da associação em prol do património e da cultura; na mesma linha, José Machado, da Associação “Os Sinos da Sé”, que quis despertar o interesse e a motivação para a cultura, as tradições e a etnografia. No campo da ação social, David Rodrigues apresentou o trabalho da Cruz Vermelha e da Juventude Cruz Vermelha, como exemplo de dinâmica a seguir, tendo por base cuidar do próximo em qualquer parte do mundo, agindo localmente, num pensamento global. O Refood Braga, pelas palavras de Rosário e Isabel Pereira, quiseram mostrar o trabalho que a instituição tem vindo a fazer, promovendo uma cultura de proximidade assente no voluntariado. Do Banco Alimentar, foi dado um testemunho de gratidão pelo montante angariado na campanha de recolha de alimentos, que decorreu no passado fim de semana, bem como se agradeceu a participação dos alunos da ESCA nessa mesma missão, havendo alunos e ex-alunos que assumem a gestão de determinados postos de
recolha, o que exemplifica um grande trabalho de voluntariado.

Todas as instituições apelaram à necessidade de haver um movimento crescente de voluntários, de forma a que as instituições continuem a promover o seu trabalho e possam ser uma mais valia para as pessoas e para a cidade. Esta iniciativa, promovida pelos docentes do Projeto Escola Voluntária e pela Junta de Freguesia de S. Victor visou ajudar a que os jovens dessem mais de si à sociedade e possam saber aplicar o seu tempo em prol de quem mais necessita dele. Com esta iniciativa, tentou-se, também, que os jovens
percebessem que quando se fala de voluntariado, não se especifica o voluntariado de ação social, havendo outras áreas de interesse a carecer de voluntários, para promover mais dinâmicas.

No final da sessão, Fernanda Mendes, do projeto Escola Voluntária, entregou os diplomas de mérito aos ex-alunos que sempre se disponibilizaram a abraçar o voluntariado em nome da Escola Secundária Carlos Amarante.

Para Ricardo Silva, presidente da Junta de Freguesia de S. Victor, esta iniciativa revestiu-se de um caráter “quase familiar”, dado que enquanto dirigente associativo privou com quase todas as instituições ali representadas. Por se rever no modelo do associativismo voluntário e das causas desenvolvidas para um enriquecimento social e pessoal, capaz de transformar currículos e ser decisivo numa hora de determinação profissional, o presidente da Junta de Freguesia de S. Victor fez questão de apoiar esta iniciativa, reiterando a ideia de que a base do trabalho realizado na Freguesia de S. Victor muito se deve ao empenho e energia de um grande corpo de voluntários, a quem há necessidade de agradecer o tanto que dão à freguesia.

Acerca Braga TV