Cruzamento perigoso em Crespos é palco de acidentes constantes
Domingo , Fevereiro 17 2019 Periodicidade Diária nº 1999
Principal / Freguesias / Cruzamento perigoso em Crespos é palco de acidentes constantes

Cruzamento perigoso em Crespos é palco de acidentes constantes

Com o objetivo de relembrar e alertar para o perigo constante da ocorrência de acidentes no cruzamento na EN 205/4 que serve de acesso diário à escola, jardim de infância, centro social e igreja de Crespos, a União de Freguesias de Crespos e Pousada realizou uma reunião com membros da Infraestruturas de Portugal (IP) e da Câmara Municipal de Braga. De acordo com um estudo de tráfego realizado, 83% das viaturas que passam neste cruzamento circulam em excesso de velocidade.

O cruzamento em questão é frequentado diariamente por várias crianças. Na EN 205/4, que liga Braga a Amares, a taxa de sinistralidade é elevada, registando-se vários acidentes, um deles fatal.

Ainda de acordo com o estudo de tráfego realizado, estima-se que ocorram 7 mil passagens por dia, com alguns condutores a atingirem velocidades de pelo menos 153 km/h. Refira-se que ao cruzamento, soma-se uma passagem de peões. A sinalização vertical existente tem-se revelado manifestamente insuficiente, tal como já se constatou em 2010, ano em que a IP refere que no ano seguinte, em 2011, estaria no seu plano de atividades uma intervenção no local.

Repetindo-se os acidentes, a União de Freguesias de Crespos e Pousada alertou a IP e a Câmara Municipal para a necessidade de intervencionar o local com grande urgência.

“Está à vista de todos, com estudos, números e, infelizmente, também com acidentes que este cruzamento deve ser intervencionado com urgência. A IP já referiu que iria intervir em 2010, mas até à data permanece tudo igual. A Câmara Municipal já deu a garantia que financiará a obra e nós, Junta de Freguesia, para além de sinalizarmos esta situação, já demos algumas sugestões para travar a sinistralidade neste local, nomeadamente instituir medidas dissuasoras de velocidade com  a colocação de sinais luminosos. Cabe agora à IP, aos seus técnicos, validar uma solução para travar este problema. A cada dia que passa sem que nada seja feito, estamos expostos a situações que podem causar mais vitimas”, disse José João Correia, presidente da União de Freguesias.

Acerca Braga TV