Conceituada guitarrista de jazz atua segunda-feira em Braga
Quarta-feira , Outubro 16 2019 Periodicidade Diária nº 2240
Principal / Cultura / Conceituada guitarrista de jazz atua segunda-feira em Braga

Conceituada guitarrista de jazz atua segunda-feira em Braga

“Um talento singular”. É assim que a imprensa internacional dedicada ao jazz se tem dirigido a Mary Halvorson. A comprovar tamanho elogio está a eleição unânime da guitarrista e compositora norte-americana pelos críticos da única e influente DownBeat, a mais conceituada e antiga revista dedicada ao jazz, enquanto melhor guitarrista jazz de 2019.

Ao longo dos tempos, Mary Halvorson tem recebido uma contínua aclamação aos seus discos por parte da imprensa. Do disco de estreia, Dragon’s Head (2008), onde se faz acompanhar do baixista John Hébert e do exímio baterista Ches Smith, à expansão em quinteto com Saturn Sings (2010) e Bending Bridges (2012), que adiciona o trompetista Jonathan Finlayson e o saxofonista alto Jon Irabagon, ao septeto de Illusionary Sea (2014), com o saxofonista tenor Ingrid Laubrock e o trombonista Jacob Garchik ou ao octeto de Away With You (2014), com o pedal-steel guitar da guitarrista Susan Alcorn. Entre formações extensas, a nova-iorquina teve ainda espaço para um disco a solo, Meltframe, em 2015.

Nos últimos anos, tem dedicado tempo a um novo projeto e disco, Code Girl (2018), onde a estrutura de canções toma um lugar maior em temas de uma atmosfera colorida e bizarra, mas plena de emoção. Pela primeira vez, com Code Girl, Mary Halvorson assume a composição e a escrita das letras. Ladeada por Amirtha Kidambi (voz), Maria Grand (saxofone, voz), Adam O’Farrill (trompete), Michael Formanek (baixo) e Tomas Fujiwara (bateria), sintetiza influências jazz e folk com improviso, compondo uma linguagem verdadeiramente única. Halvorson apresenta Code Girl como um disco de estreia de uma nova era, já também aclamado pela crítica, figurando nos 10 melhores para a lista de críticos da NPR Jazz.

Não obstante à sua capacidade de composição, a guitarrista tem ainda colaborado com diversos nomes de eleição no universo jazz. Tim Berne, Anthony Braxton, Taylor Ho Bynum, John Dieterich, Bill Frisell, Ingrid Laubrock, Joe Morris, Tom Rainey, Jessica Pavone, Marc Ribot e John Zorn são apenas alguns da extensa e riquíssima lista que fazem com que um concerto de Mary Halvorson seja algo a não perder.

Mary Halvorson atua no próximo dia 14 de outubro, às 22h00, na blackbox do gnration. Os bilhetes têm o custo de 7 euros e podem ser adquiridos em https://gnration.bol.pt, balcão gnration e locais habituais.

Acerca Braga TV