Ciclo de conferências Nova Ágora promove diálogo sobre problemáticas da vida atual
Segunda-feira , Março 30 2020 Periodicidade Diária nº 2406
Principal / Notícias / Ciclo de conferências Nova Ágora promove diálogo sobre problemáticas da vida atual

Ciclo de conferências Nova Ágora promove diálogo sobre problemáticas da vida atual

A Arquidiocese de Braga está a preparar uma nova edição do ciclo de conferências “Nova Ágora”, que irá realizar-se nos dias 13, 20 e 27 de março, às 21h00, no Espaço Vita. As sessões terão como convidados conferencistas para dialogar sobre as problemáticas da atualidade como a ecologia, a saúde e a exploração laboral.

O Padre Eduardo Duque, coordenador do Nova Ágora, explicou que a realização deste ciclo de conferências “é importante para cultivar a atitude de diálogo para fazer avançar a sociedade”. “Saibamos que nenhuma Instituição sobrevive hoje fechada no seu mundo. É  preciso perceber que, ou nos abrimos aos outros, procurando a verdade de cada natureza, ou somos levados na enxurrada da destruição massiva das fake news, que golpeiam qualquer sistema, por melhor estruturado que este seja”, disse.

O coordenador acrescentou que a organização pretende que estas conferências possam contribuir para “formar uma comunidade mais próxima que goste de caminhar junta, que cooperasse para o aprofundamento das razões de viver de cada pessoa, pudesse ajudar a reordenar os valores que cada um procura para a sua vida e que ajude a reencontrar o sentido para a vida”.

Por sua vez, D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz da Arquidiocese de Braga, esclareceu que em quase todas as Catedrais do país se realizam as chamadas “Conferências Quaresmais”, que já se realizaram em Braga, mas foram substituídas por estas conferências que possibilitam a população em dialogar. “Os cristãos limitavam-se a ouvir e nada mais. Quis evoluir para encontros abertos nas temáticas de abordar e na metodologia. Não seria o Bispo a falar, mas a partir das temáticas que dominam as preocupações da sociedade, permitir que leigos competentes e de determinadas áreas falassem a linguagem do mundo para que, posteriormente, cada um iluminasse com a fé quando foi comunicado. Assim nasceu a Nova Ágora como aposta no modelo de Igreja que dialoga, acolhendo a diversidade de pensamentos e, numa linguagem corrente e compreensível, segundo as temáticas”, referiu D. Jorge Ortiga.

De acordo com o Arcebispo Primaz, a Nova Ágora é um momento de encontro para construir uma Igreja mais aberta, privilegiando o diálogo.

O Padre Paulo Terroso, diretor do Departamento de Comunicação da Arquidiocese de Braga, sublinhou que a Nova Ágora é organizada enquanto e para a comunidade, uma vez que “vivemos numa sociedade e numa democracia que tem que ser muito trabalhadas”, no sentido de serem mais participativas. “Ao longo destas seis edições foram convidados vários políticos que às vezes questionam se somos assim tão convidados para participar noutras questões. Há muita abertura da nossa parte para dialogar e, às vezes, pergunto-me se somos convidados enquanto Igreja para dialogar e para participar para dar o nosso contributo, coisa que acontece noutras democracias. Este é o espírito da Nova Ágora que é dialogar com todos e construir o futuro enquanto comunidade”, concluiu.

A entrada para o Ciclo de Conferências da Nova Ágora é livre, mas sujeita a inscrição em www.novaagora.pt. A primeira sessão está marcada para o dia 13 de março, com o tema “A agonia do Planeta: exigência de uma Conversão Ecológica”; a segunda sessão acontece no dia 20 de março, com o tema dedicado à “MedicinaSaúde, à luz da Genética”, e a última sessão realiza-se a 27 de março, tendo a temática “Precariado: novas Explorações Laborais”.

  • A primeira sessão vai contar com a participação do economista e antigo Ministro das Finanças, Bagão Félix; o professor catedrático do Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade de Coimbra, Domingos Xavier Viegas; o físico teórico que se dedica ao estudo de problemas de Astrofísica, Relatividade Geral e Gravidade Quântica, Orfeu Bertolami; e a moderadora, teóloga da Universidade Católica, Isabel Varanda.
  • A segunda sessão contará com o médico, especialista em genética e presidente de Administração dos Hospitais de Coimbra, Fernando Regateiro; a bióloga e presidente cessante da Escola de Ciências e da Escola de Medicina da UMinho, Cecília Leão; o médico, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e presidente cessante do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, Miguel Oliveira; e a moderadora, presidente do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho, Helena Machado.
  • A terceira e última sessão vai contar com a Ministra do Trabalho, da Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho; o economista do ISEG, José António Pereirinha; o investigador do ICS-UL e coordenador da Rede de Investigadores contra a Precariedade, Paulo Granjo; e a moderar, a professora de Sociologia da Universidade do Minho, Emília Araújo.

Ciclo de conferências Nova Ágora promove diálogo sobre problemáticas da vida atual

Conferências da Nova Ágora decorrem nos dias 13, 20 e 27 de março no Espaço Vita e vão centrar-se nas temáticas da ecologia, saúde e exploração laboral.

Posted by Braga TV on Thursday, February 20, 2020

Acerca Braga TV