Carlos Oliveira é candidato à União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe
Sábado , Julho 20 2019 Periodicidade Diária nº 2152
Principal / Freguesias / Carlos Oliveira é candidato à União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe

Carlos Oliveira é candidato à União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe

“É necessário unir o que ficou desarticulado no território e qualificar urbanisticamente os loteamentos recentes que têm prédios por concluir e terrenos desocupados e sem vedação, num espaço verdadeiramente marcado por um urbanismo qualificado”, defendeu Carlos Oliveira, cabeça de lista pelo Bloco de Esquerda à União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe. “Esta ação tem de ser uma prioridade da Junta, que deve empenhar-se em resolver esta questão, até do ponto de vista jurídico”, revelou ainda.

Na emblemática Capela de S. Lourenço, exemplo da riqueza patrimonial da União de Freguesias, o geógrafo Carlos Oliveira apresentou uma lista “jovem, dinâmica, plural e conhecedora do território e que se propõe tornar o território de todos e para todos”. O candidato defendeu a promoção da participação de todos os seus habitantes na gestão da vida pública, nomeadamente através da consulta pública sobre a manutenção da União de Freguesias, usando todos os meios necessários junto da Assembleia Municipal e a Assembleia da República.

Carlos Oliveira pretende o bem-estar da população no que se refere à mobilidade através da criação de uma carreira de transportes públicos que ligue os lugares das freguesias não servidos por transportes; a despoluição e recuperação do Rio Torto e das suas margens; o arranjo dos parques infantis e manutenção do Parque do Monte Barral; o arranjo urbanístico e criação do caminho entre a urbanização de Montélios à estrada de S. Martinho; o arranjo urbanístico do largo junto ao pavilhão desportivo de Dume; e a construção de passadeiras elevadas nas principais vias de atravessamento das freguesias.

Para o candidato é “essencial dar prioridade às pessoas através da elaboração de um plano de apoio a famílias carenciadas, mobilizando, em rede, os recursos e instituições da freguesia e fazer a identificação e monitorização da população sénior em estado de isolamento e de solidão, com vista à sua proteção e integração”. Defende também a recuperação de casas devolutas e abandonadas, para aluguer municipal a custos controlados, para pessoas em situação de pobreza ou precariedade e o incentivo da oferta habitacional com rendas controladas para jovens.

Dada a riqueza patrimonial da União de reguesias, Carlos Oliveira defende a criação de uma rota patrimonial, de forma a promover o interesse dos habitantes e dos visitantes e assegurar o estudo e preservação do património, bem como a criação de um centro interpretativo. Defendeu a recuperação e ativação do parque de jogos de Semelhe, bem como a análise da questão do parque norte que estava previsto para o perímetro da União de Freguesias e que “foi fortemente ameaçado por opções políticas do atual executivo camarário”.

Carlos Oliveira afirmou na sua apresentação que estas propostas só podem ser concretizadas com o apoio da Câmara Municipal. Por isso, considerou fundamental que os habitantes de Real, Dume e Semelhe percebam a “importância de derrotar as maiorias absolutas e elejam os vereadores do Bloco de Esquerda, nomeadamente, Paula Nogueira, cabeça de lista à Câmara Municipal”.

Acerca Braga TV