‘Braga Mais’ recorda pintor bracarense Porto Maia
Terça-feira , Outubro 23 2018 Periodicidade Diária nº 1882
Principal / Cultura / ‘Braga Mais’ recorda pintor bracarense Porto Maia

‘Braga Mais’ recorda pintor bracarense Porto Maia

O auditório da Junta de Freguesia de S. Victor acolhe no sábado, dia 13 de outubro, às 21h00, uma nova sessão das ‘Memórias de Braga’, iniciativa promovida pela Associação Braga Mais.

Esta sessão será dedicada ao pintor Porto Maia, autor de um riquíssimo espólio artístico, de temática variada. Na abordagem à vida deste pintor bracarense são convidados Jónio Porto Maia, familiar do artista, Belo Marques, antigo discípulo de Porto Maia e o Cónego Hermenegildo Faria, responsável pela coleção de arte.

“Por ter um pintor de uma enorme qualidade, mas por ainda não ter o reconhecimento merecido no meio artístico”, a Junta de Freguesia de S. Victor e a Braga Mais aproveitam a ocasião para inaugurar uma exposição, no Espaço Galeria da Junta, com obras deste autor.

Francisco da Silva Porto Maia, filho de Francisco Porto Maia e de Maria Soares da Silva, nasceu na freguesia de Real a 5 de setembro de 1923. Foi casado com Maria Augusta Abreu Costa Mendes, teve três filhas, Maria Alice, Maria Luísa e Maria Teresa. Faleceu a 11 de setembro de 2008.

Porto Maia frequentou o curso de entalhador, modelação e desenho na Escola Industrial e Comercial Bartolomeu dos Mártires em Braga. Tendo iniciado a sua vida artística com a pintura de arte sacra na Casa Fânzeres, trabalha sob a direção de Abel Mendes e Victor Mendes na decoração de Igrejas e casas particulares.

Dedicou-se ao património artístico através das suas obras em processos de restauro e reparação, enchendo as Igrejas de barroco e rococó. Em grande parte da vida esteve ligado à arte sacra, tendo encontrado o seu caminho, um estilo próprio.

Esta iniciativa dá sequência à pretensão da Braga Mais em recolher testemunhos e memórias bracarenses. No ‘ciclo de memórias’ cada conversa é informal e tem como objetivo a troca de conhecimentos entre o público e os convidados, partilhando-se as memórias que se querem vivas sobre as vivências da cidade. A sessão tem entrada livre.

Acerca Braga TV