Braga ganha jardim sensorial
Quarta-feira , Novembro 14 2018 Periodicidade Diária nº 1904
Principal / Notícias / Braga ganha jardim sensorial

Braga ganha jardim sensorial

A ADOC – Associação de Ocupação Constante inaugurou, na manhã desta sexta-feira, um jardim sensorial aberto à comunidade, mas com maior enfoque para pessoas com necessidades especiais. Localizado no jardim da antiga Escola Francisco Sanches, o “Sen Garden” permite a todos que o visitem, estimular os cinco sentidos através do contacto com a natureza.

Michaela Kelomenova e Lucy Kelomenova, voluntárias eslovacas do programa “Erasmus+”, ajudaram a ADOC na construção deste jardim que contém diversas plantas, bem como outros elementos reciclados, com características exploradas pelos cinco sentidos do corpo humano. “Fizemos este jardim com a ajuda de muitos voluntários de vários países e culturas e, por isso, agregamos um pouco de nós neste jardim. Juntámos a natureza e a reciclagem para apurar os sentidos, pois queremos criar um jardim sensorial e acessível. As pessoas que o visitarem podem encontrar aqui muitas coisas que apuram a visão, o tato, o olfato, a audição e o paladar”, explicou Michaela Kelomenova.

Lucy Kelomenov destacou que “as pessoas podem encontrar plantas aromáticas, frutos, morangueiros, abóboras e outros elementos como espanta-espíritos, um mini-golfe e queremos, ainda, construir um pequeno lago. Queremos melhorar e diversificar ainda mais o jardim”.

A falta de tempo e as condições climatéricas impossibilitaram os voluntários de apresentarem um jardim sensorial com mais diversidade. “Esta é uma primeira abordagem ao jardim sensorial que nós pretendemos. Gostaríamos de apresentar muito mais, mas não foi possível porque o tempo foi muito curto. Queremos aumentar esta área e criar mais pontos de interesse para despertar os sentidos e, para isso, temos de fazer mais e melhor todos os dias para fazer disto um ponto de relaxamento, de conhecimento e, acima de tudo, de descoberta”, afirmou José Santo, presidente da ADOC.

De acordo com o vice-presidente da associação, Leonardo Silva, este jardim tem como objetivo acrescentar o conhecimento dos seus visitantes. “Este jardim é muito importante para todas as pessoas e, numa perspetiva inclusiva, para todos as pessoas de baixa visão ou com outras dificuldades, virem cá visitar o jardim, contactar diferentes sons, cheiros, plantas, ou seja, acrescentar algo ao seu conhecimento. É uma mais-valia que este espaço ganha e um ponto de visita. É um espaço agradável localizado dentro da cidade e que pode proporcionar momentos muito bons”, salientou Leonardo Silva.

A ADOC tem vários projetos através do programa “Erasmus+” e é através desse programa que a associação tem recebido vários voluntários de diversos países que ajuda a associação nas diversas atividades que desenvolve. “Temos recebido muitos voluntários estrangeiros que estão cá a estudar e querem fazer voluntariado, inclusive alunos do Brasil e do Paquistão. Tivemos voluntários da Turquia que têm vindo ao longo deste ano para desenvolver a sua atividade através deste programa. No caso destas jovens da Eslováquia, vieram fazer um serviço voluntário europeu de longa duração e ajudaram-nos na construção do jardim, nas rotas culturais para mobilidade reduzida e noutras atividades interculturais”, explanou Raquel Macedo, coordenadora de projetos da ADOC.

Na ocasião, a coordenadora deixou o agradecimento a João Pires, presidente da União de Freguesias de São Lázaro e São João do Souto, pelo apoio financeiro para a construção do Sen Garden.

Raquel Macedo destacou também as parcerias com a União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade e a Junta de Freguesia de S. Victor, bem como os privados que têm contribuído com as quotas da associação.

Os interessados em visitar o Sen Garden terão de inscrever-se através do e-mail: info@adocpt.org.

Braga ganha jardim sensorial

Associação de Ocupação Constante (ADOC) inaugura primeiro jardim sensorial em Braga.

Posted by Braga TV on Friday, October 26, 2018

Acerca Braga TV