Bloco de Esquerda indignado com ocupação excessiva e ruído no centro de Braga
Domingo , Agosto 18 2019 Periodicidade Diária nº 2181
Principal / Notícias / Bloco de Esquerda indignado com ocupação excessiva e ruído no centro de Braga

Bloco de Esquerda indignado com ocupação excessiva e ruído no centro de Braga

A Comissão Coordenadora Concelhia de Braga do Bloco de Esquerda manifestou, em comunicado, “perplexidade pela invasão desenfreada e exagerada do espaço público no local mais procurado pelos bracarenses”, designadamente a Arcada e a Avenida Central, onde se encontra instalada a Fan Zone da Final Four da Taça da Liga.

De acordo com o Bloco de Esquerda, a ocupação da principal sala de visitas da cidade, por tendas cada vez maiores, impede o usufruto do espaço público pelos munícipes e por quem visita Braga. “O centro da cidade tornou-se numa feira e numa festa permanentes, cheio de obstáculos visuais e de barreiras à circulação. Condenamos o modo desrespeitoso como é tratado o espaço público e toda a envolvente da Praça da República e da Avenida Central, nomeadamente no que diz respeito ao património edificado e natural do local”, salienta o Bloco de Esquerda.

“A requalificação do antigo Parque de Exposições, com a expulsão da feira semanal do recinto exterior e a remoção de todas as construções, foi fundamentada na necessidade de espaços ao ar livre para este tipo de eventos. A pergunta que se impõe ao Executivo é saber as razões que levam a concentrar no coração da cidade todo o tipo de atividade, havendo espaços criados para esse efeito. Além do espaço do agora designado Forum Braga, ainda existe o espaço exterior do Estádio 1º de Maio. Do ponto de vista urbanístico, é desejável que se criem outras centralidades, tal como acontece noutras cidades. Os habitantes podem usufruir de atividades em locais que não o centro, dando vida e dignidade a outras zonas da cidade. Além disso, a definição de novas centralidades e espaços de fruição públicos distribui o incómodo que toda a parafernália instalada, poluição visual e ruído inerente coloca aos moradores daquela zona, agora de modo quase permanente”, acrescenta.

O Bloco de Esquerda constata que “o número de eventos ao ar livre, cada vez mais opulentos e onerosos, tem vindo a aumentar e a prolongar-se no tempo”. “Se estas atividades visam estimular a vinda dos bracarenses ao centro, incentivando o consumo no comércio local, ainda assim, é excessiva a ocupação e a frequência. Por isso, recomendamos ao Executivo Municipal maior parcimónia na quantidade e no tamanho das atividades e que procure distribuí-las por outras zonas da cidade”, conclui.

Acerca Braga TV