Bloco de Esquerda apela à união dos trabalhadores
Sábado , Abril 4 2020 Periodicidade Diária nº 2411
Principal / Notícias / Bloco de Esquerda apela à união dos trabalhadores

Bloco de Esquerda apela à união dos trabalhadores

“Toda a gente deve inscrever-se no Programa de Regularização dos Precários do Estado e solicitar a sua avaliação, mesmo que tenha dúvidas que se cumpre todos os critérios”. A sugestão foi deixada pelo deputado do Bloco, José Soeiro, durante uma sessão de esclarecimento que encheu a sala de conferências do gnration, com muitos trabalhadores a quererem tirar dúvidas.

O deputado bloquista, que tem representado o Bloco nas negociações com o PS, lembrou que foi a pressão do Bloco de Esquerda e das organizações dos trabalhadores que levou a que este processo fosse alargado a quase todos os setores.

Sobre a administração local e as empresas municipais, o parlamentar recordou que irá ter um processo próprio, que deverá iniciar-se após as eleições autárquicas, mas defendeu que “nada impede as autarquias de começarem já a fazer o diagnóstico da sua situação”.

“Conseguimos que o Estado fizesse um diagnóstico e descobriu-se que havia 116 mil vínculos de trabalho precários”, afirmou José Soeiro que, apesar de ter recordado os vários momentos da negociação, considerou haver ainda aspetos que o Bloco quer continuar a melhorar. “Por exemplo, que seja melhor definido o conceito de necessidade permanente e que as composições bilaterais que vão avaliar as candidaturas sejam paritárias, ou seja, tenham o mesmo peso dos representantes dos trabalhadores que das entidades públicas”, disse, defendendo ainda a presença das comissões de trabalhadores no processo de avaliação das necessidades dos trabalhadores.

Apesar da vitória que representa este processo de regularização, José Soeiro lembrou que há muito caminho a percorrer, que no verão o Parlamento vai legislar de que forma as pessoas vão ser vinculadas e quais os critérios dos concursos. “A forma como isto se vai resolver vai depender da pressão dos trabalhadores, por isso, aconselho os presentes a organizarem-se coletivamente no seu local de trabalho e até a entregar em conjunto os requerimentos em papel porque isso permite entregar anexos”, aconselhou.

Acerca Braga TV