Sábado , Dezembro 9 2017 Periodicidade Diária nº 1564
Principal / Cultura / Biblioteca Pública de Braga evoca Padre António Vieira

Biblioteca Pública de Braga evoca Padre António Vieira

A Biblioteca Pública de Braga (BPB) apresenta até 8 de setembro uma exposição  sobre o Padre António Vieira, assinalando 320 anos da morte daquele português do século XVII, que foi missionário no Brasil, mestre da oratória e defensor dos direitos de indígenas e judeus. A entrada é livre, de segunda a sexta-feira, das 9h00-12h30 e 14h00-17h30, salvo no interregno de 14 a 25 de agosto.

A sua vida e obra pode ser vista numa centena de volumes em dez escaparates, incluindo títulos como “História do Futuro”, cuja primeira edição é de 1718, e “Sermão de Santo António aos Peixes”. Há ainda seis painéis verticais sobre aspetos como o percurso, a memória, as grandes causas, as edições estrangeiras, os “falsos Vieira”, os escritos messiânicos e os cerca de 700 sermões e 200 cartas que deixou e são estudados em academias de todo o mundo. A mostra sobre o chamado “Padre Grande” entre os índios do Maranhão insere-se no ciclo “Efemérides” da BPB e no 175º aniversário desta unidade cultural da UMinho.

António Vieira nasceu em 1608, em Lisboa, e morreu no Colégio da Bahia, no Brasil, em 1697. Oriundo de família modesta, ingressou na Companhia de Jesus em 1632 e, após dois anos, fez votos de pobreza e propôs-se missionar entre os ameríndios e escravos negros. Após a sua ordenação como padre, a sua fama de pregador foi-se espalhando, perdurando até hoje. No duro período da Restauração, empenhou-se na defesa dos direitos humanos e na consolidação da independência nacional e do império português.

Acerca Braga TV