Basílica dos Congregados celebra Missas e Catequese em Língua Gestual
Sexta-feira , Novembro 15 2019 Periodicidade Diária nº 2270
Principal / Notícias / Basílica dos Congregados celebra Missas e Catequese em Língua Gestual

Basílica dos Congregados celebra Missas e Catequese em Língua Gestual

A Basílica dos Congregados celebra Missas e Catequese em Língua Gestual para a Comunidade Surda. Esta iniciativa é única no concelho de Braga e pretende romper com as barreiras de comunicação na vida cristã para atender às necessidades desta comunidade, atraindo-os para a fé.

As Missas e as sessões de Catequese trazem a Braga pessoas surdas de Barcelos, Guimarães, Matosinhos, Espinho, Vila Nova de Famalicão e Porto, que as consideram como uma mais-valia para a sua aproximação com Deus.

De acordo com o Catequista Elísio Portela, as escolas deveriam de lecionar obrigatoriamente a Língua Gestual, uma vez que a comunidade surda depara-se, diversas vezes, com dificuldade em ser compreendida. “As sessões de Catequese e as Missas Dominicais para a comunidade surda é uma mais-valia, mas também é uma mais-valia para a comunidade que ouve porque já vieram dizer que há dificuldade de os surdos serem entendidos no seu dia a dia nas diferentes dimensões que enfrentam. Era bom que nas escolas tivessem Língua Gestual para que nos entendêssemos. É uma língua como todas as outras. Eles aprendem na escola o inglês, alemão, francês e têm o português. Porque não uma Língua Gestual? Devia de ser obrigatório”, refere Elísio Portela.

Marisa Moreira, Intérprete de Língua Gestual nas sessões de Catequese e das Missas na Basílica dos Congregados, explicou que decidiu ser intérprete de Língua Gestual por ser filha de pais surdos e entender as dificuldades que esta comunidade enfrenta diariamente. “É importante que a religião seja traduzida para a comunidade surda, pois era uma barreira que eles enfrentavam. Havia muita informação que eles não tinham acesso e a Basílica dos Congregados proporcionou-lhes essa ligação à religião. A minha primeira língua foi precisamente a Língua Gestual porque os meus pais são surdos. E então tive o interesse desde pequena em ajudar a comunidade surda, pois sei as dificuldades que os surdos têm e foi então que decidi trabalhar nesta área”, disse Marisa Moreira.

Renato Santos frequenta as sessões de Catequese e as Missas e sublinhou que esta era uma necessidade para a integração dos surdos nas celebrações da Eucaristia, e uma forma de estarem em contacto com Deus. “Todas as pessoas sentem arrependimento e sofrimento diariamente, e é uma forma de estarmos em contacto com Deus. É necessário irmos à Igreja para conhecermos a estrutura da Missa. Quando éramos pequenos não tínhamos acesso a estas celebrações e eram os nossos pais que nos explicavam e faziam resumos de como funcionavam as Missas. Agora com a Catequese é muito importante para percebermos como é que funciona a religião e também esta questão do sinal do Pai, do Filho e do Espírito Santo que, para nós, é bastante enriquecedor”, afirmou Renato Santos.

A Basílica dos Congregados conta atualmente com quatro intérpretes. As Missas com tradução em Língua Gestual decorrem todos os domingos ao meio-dia e as sessões de Catequese acontecem uma vez por mês nas instalações da Basílica.

Basílica dos Congregados celebra Missas e Catequese em Língua Gestual

Missas Dominicais e Catequese na Basílica dos Congregados têm Intérprete para surdos.

Posted by Braga TV on Monday, October 28, 2019

Acerca Braga TV